terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Gypsy

Por detrás das cortinas membros do alto escalão da sinagoga discutem o efeito promovido pela herege cor de jambo, aquela que desfilou por entre os muros da babilônia com seu curto manto rouge carmim, aquela que aqueceu e perturbou a ordem nos subterrâneos do Vaticano conduzindo o clero a debater no concílio novos modelos de fé, anciões de raça gentil com enorme sabedoria refletiram sobre a pele de cor homogênea contemplada em meio aos sagazes escarnecedores, contemplada também em meio à obtusa nobreza, rubor que se tornou conhecido nas mais remotas províncias, nos mais distantes vilarejos, a intrigante pele que inspirou dedilhados em alaúdes, que motivou a afinação de retirantes menestréis, a cor que coloriu de sangue guerreiros defensores de seitas criadas a partir de sua aparição.

Tantos acontecimentos originados por aquela que supostamente trouxe a chuva à regiões castigadas pela seca, a bela pele iluminada pelo sol que supostamente fez florescer a primavera a beira do rio, aquela que motivou a fúria do mar enquanto se bronzeava em alto mar a bordo de um bote ralé, e que no mesmo instante fez as ondas se acalmarem com um leve sorriso maquinal, líderes buscam desvendar os segredos ligados àquela poetisa poeticamente calada, ninguém sabe a natureza de sua poética coloração, as respostas foram buscadas nas chamas noturnas, garimpadas no estrelado e nada foi respondido, animais foram sacrificados e não houve resposta, a ausência da ciência que elucidaria as apaixonadas e perturbadas mentes motivou o desconhecido surgimento do termo "pecado", um termo que se tornou muito famoso, que passou a ser usado para definir o deleitoso efeito promovido pela bela de pele vermelha, contudo, tantas foram as expedições e ainda assim a verdade sobre a bela de cabelos negros permanece oculta, com isso, o velho ditado se faz valer em meio a esse mistério: "As coisas reveladas são para os homens, as encobertas não".

3 comentários: