terça-feira, 9 de novembro de 2010

Eu gosto de Juazeiro e adoro Petrolina.


Maldito corpo humano, corpo frágil aos efeitos do verão, pobre aparelho digestivo que se confunde com sorvetes e uísques, frangos fritos e brócolis refogado, panturrilhas desprevenidas a forte maratona de três dentro três fora*, os olhos ardem com a alta temperatura e por falta de descanso noturno, a barriga de chope cresce e diminui, oscilação proveniente do desarranjo intestinal causado pelo desrespeito alimentar nessa época do ano, a empolgação fruto do bom humor comum nessa estação lhe submete a perigos, maldito corpo humano, incapaz de resistir aos perigos virais, perigos e fragilidades que nos fazem medir tempo e medo, desconfio que essa penosa gincana que enfrentamos nos dezembros esteja fragilizando minha mente, como se não bastasse a dor do corpo, também o cansaço mental, estou um pouco cansado da poluição, eu quero é Petrolina, eu quero é Juazeiro.

Ai ai baianinhas! Oh pernambuquinhas! Me esperem que eu vou já.

Um comentário:

  1. *três dentro três fora, jogo de bola praticado na periferia com dois jogadores de linha e um goleiro.

    ResponderExcluir